Porquê eu escolhi trabalhar com WordPress

Hoje é dia 27 de maio de 2013, e isso significa que o WordPress existe há exatos DEZ ANOS!!!

Caramba, parece que foi ontem a minha amiga Daniele V. Silva me mostrou o projeto MEGA Polo Moda e me disse: “Gostou desse novo site que fiz!? Acredite Cristiano, isso é WordPress!” Para meu espanto a Daniele estava falando sério e por mais que eu achasse que não era possível aquele layout tão bem-feito pudesse ser WordPress, eu só consegui dizer as seguintes palavras para ela antes de digitar “CTRL + U” no teclado e constatar a sua veracidade: “Mas esse site não tem cara de blog! Como pode!?“. Desse dia em diante, toda minha carreira mudou de rumo e  hoje não consigo imaginar meus projetos sem esse incrível CMS!

Mega Polo Moda (Daniele V. Silva) - O layout que mudou a minha carreira

Mega Polo Moda (Daniele V. Silva) – O layout que mudou a minha carreira

Vamos celebrar esses 10 anos no mundo todo, vamos?

É claro que uma data tão importante e significativa como essa não poderia ficar sem comemoração não é mesmo? Já no próprio site do WordPress você encontra um link com TODAS as atividades em torno dos 10 anos! Isso mesmo, eu disse TODAS AS ATIVIDADES! A comunidade é muito participativa, e os eventos também são. Através do WordPress Meetup, qualquer um pode criar o seu evento relativo ao CMS. Atualmente, mais de 660 cidades já fizeram “checkin” pelo mundo afora.

Aqui no Brasil, cidades como São Paulo, Recife, Belo Horizonte e claro, Rio de Janeiro já se organizaram. Veja se há uma edição na sua cidade, e se não tiver, faça você mesmo e chame os seus amigos para celebrar!

thumb-porque-eu-escolhi-trabalhar-com-wordpress

Como tudo começou… (Senta que lá vem história!)

Para quem não sabe, o WordPress nem sempre foi um CMS. Ele deriva do já extinto b2, que chegou a ter quase 2.000 blogs pelo mundo até o Matt Mullenweg e Mike Little se unirem ao time de desenvolvimento para uma solução conhecida como “fork” e então surgir o WordPress definitivamente. (Fonte: WikiPédia)

No total já foram lançados 18 versões do CMS desde a sua criação e atualmente estamos aguardando o lançamento do release 3.6. O WordPress se destaca pela flexibilidade e pela comunidade altamente participativa e colaborativa. E isso se reflete nos números atuais em que ele domina mais de 48% dos CMS de blogs utilizados no mundo todos, dentre eles, nomes como NASA, CNN, Ford, GM, GE, Grammy, Wall Street Journal, Michael Jackson, MTV, NY Times, Samsung, entre outros.

Segundo o Technorati, mais de 40% dos blogs no MUNDO usam WordPress

Segundo o Technorati, mais de 40% dos blogs no MUNDO usam WordPress

Meus primeiros projetos com WordPress

Depois de experimentar uma versão no WordPress.com, eu fiz o meu primeiro projeto com o amigo Cayo Medeiros. Juntos desenvolvemos 6 sites numa parceria de quase 3 anos de trabalho. Tudo é Turismo (Blog temático do Deputado Estadual João Pedro Figueira – RJ), Rio Medina (Site do deputado Federal Rubem Medina – RJ), Imóvel RJ (Case de sucesso que gerou mais de 8 milhões em venda indireta de imóveis), Glorita Cajaty (Coaching em Gestalt, L.A. Fitness Solutions (um dos maiores portais de conteúdo Fitness no Brasil) e Onda Azul (Escola de mergulho).

Além do Cayo, eu trabalhei também com Gustavo Bordoni no projeto Coé SEO (Evento carioca de SEO), Luan Muniz no Tudo para WordPress (Blog especializado em artigos de WordPress), Ramon Bispo no Android Zoom (Blog do sistema operacional mobile do Google) e Felipe Pavão nos projetos Carreira Solo, Fala Freela e Freela Store (projetos da Contém Conteúdo). Todas as informações técnicas disponíveis no meu portifólio.

Foi graças ao WordPress é que eu consegui me consolidar no mercado como designer web freelancer e me sustento até hoje, tanto que já estou inclusive palestrando sobre o tema e fazendo treinamento presencial em empresas. Atualmente estou envolvido com dois projetos com o Fron/Back-end Rafael Dourado. Estamos desenvolvendo o site Russomano Advocacia (um dos maiores escritórios de Direito em Brasília – DF) e Baião Assessoria (Empresa do ramo de recuperação de crédito).

Acesse o meu portifólio e conheça todas as informações técnicas disponíveis no meu portifólio.

Acesse o meu portifólio e conheça todas as informações técnicas disponíveis no meu portifólio.

Mas porque o CLIENTE precisa saber disso tudo?

Se você está em busca de um projeto web e caiu de paraquedas nesse artigo, com certeza deve estar se fazendo essa pergunta. A resposta é simples: O WordPress não é bom só para quem cria ou desenvolve. É também excelente para quem o usa! Ou seja, é bom para VOCÊ (ou a sua equipe interna!) que vai administrar o site! De nada adianta ter flexibilidade com o desenvolvedor se não tiver um painel administrativo simples e fácil de usar, sem deixar de ser poderoso quanto a gestão do conteúdo.

Eis algumas vantagens de usar WordPress:

  • Implementação simplificada – enquanto a equipe de e criação e desenvolvimento trabalha para construir o seu layout, a equipe de gestão de conteúdo pode ir trabalhando nos textos das páginas, artigos do blog, que também podem ter fotos, vídeos incorporados do Youtube, Áudios (SoundCloud), Slides (SlideShare) PDFs (Scribd) e etc.
  • Flexibilidade – No WordPress tudo se resume a XHTML + CSS e PHP. Com um tema bem-feito, qualquer solução que o projeto necessite, basta colocar a equipe de desenvolvimento para trabalhar numa solução e pronto. O resultado invariavelmente funcionará normalmente, e mesmo que precise de alguns ajustes, tudo se dará de forma rápida e efetiva. Dessa forma o projeto ganha em escalabilidade.
  • Produtividade – A modularidade do CMS permite que demandas distintas ganhem muito em produtividade. Uma área não atrapalha outra. Com equipes enxutas é possível crescer rapidamente o projeto de acordo com a necessidade da audiência.

E o futuro do WordPress? #AmauryJRFelings

A cada release que é disponibilizado no site oficial do WordPress, mais nos convencemos de como ele é consolidado no mercado. Acredito que pelo fato de ser um projeto “open source“, dificilmente veremos uma empresa o incorporando e mudando tudo depois, como acontece por aí.

O fato é que eu me sinto inteiramente à vontade para continuar usando esse CMS em qualquer tipo de projeto. É claro que existem alguns problemas de “performace” em grandes sites, e algumas questões de seguranças em que a plataforma precisa evoluir, mas isso certamente tende a ser solucionado em breve. Hoje eu posso dizer que praticamente não há limites para o WordPress e só consigo enxergar um futuro MUITO promissor para ele!

Tanto é promissor, que eu e o Felipe Pavão estamos lançando HOJE o podcast Mercado WordPress para ampliar o conteúdo e discussão sobre projetos WordPress. A ideia é fazer o mercado crescer ainda mais trazendo convidados de diversas áreas para bater um bom papo sobre as melhores práticas e técnicas do melhor CMS open source do mundo!

É só assinar e clicar o play,
e parabéns WordPress pelos 10 anos!

One thought on “Porquê eu escolhi trabalhar com WordPress

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>