Antes de votar é preciso fiscalizar

Muitos eleitores reclamam que não acreditam mais em política alegando que só há corrupção e que votar não dá mais!

O problema é que eles só se lembram que político existe apenas quando estão de frente para a urna. Votar significa eleger alguém que vai ser o seu “procurador”.
Não adianta reclamar que o político que você votou na eleição passada não fez nada. E você o que fez nesse sentido? Fiscalizou? Cobrou melhor desempenho? Não né!?

E foi pensando nessas questões é que Fernando Barreto e sua equipe desenvolveram o “Votar na Web”. Uma ferramenta muito útil para “ficar de olho nos políticos”!!

O vídeo abaixo é uma apresentação dessa aplicação web no evento TEDxSP que aconteceu no dia 14 de novembro de 2009.

E agora, vamos lá fiscalizar?

 

Democracia se faz com Educação de qualidade

 

No filme “Che: Part 1” (Steven Soderbergh) há uma cena muito interessantes que retrata muito bem o sentimento da Revolução Cubana de 56. Nela, Ernesto Che Guevara quando indagado o porque da luta armada e não por vias políticas ele dispara:

“A democracia só será realmente possível, quando o povo tiver educação para fazer as próprias escolhas. Enquanto isso não acontece, nós daremos ao povo a Democracia por meio da força”.

Por mais que eu seja contrário uma intervenção baseada em guerrilha, precisamos respeitar a essência dessas palavras e importância da ligação entre a Educação com a Democracia. Viver num País democrático significa poder fazer escolhas. Mas para isso, é preciso ter conhecimento, acesso à informação, enfim, ser “educado”.

Num passado não muito distante, um Governo do Rio de Janeiro implantou uma revolução na Educação. E esse modelo se perpetua até hoje, mas não com a mesma força da época. Estou falando dos CIEPs do governo Leonel Brizola e o seu Coordenador do Programa Especial de Educação, Darcy Ribeiro.

Hoje, se um político em seu discurso mostrasse algo próximo à esse formato, mas que fosse realmente possível, esse político teria meu voto!